Notícias do mercado imobiliário

GPort conclui registro de caminhões nesta sexta-feira

A Guarda Portuária (Gport) deve concluir nesta manhã a emissão de credenciais para caminhoneiros autônomos que atuam no Porto de Santos. O credenciamento é necessário para permitir o estacionamento nas 160 vagas disponibilizadas pela Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp), após o fim da autorização para utilização do terreno da antiga empresa de transportes Lloyd-bratti, que fica na Avenida Mário Covas e deve começar a ser desocupado nesta sexta-feira(27). 

A área, que atualmente é ocupada por caminhoneiros autônomos, será utilizada para a construção de um viaduto que faz parte das obras da Avenida Perimetral da Margem Direita do Porto, no trecho entre o Macuco e a Ponta da Praia. 

O contrato para o início dos serviços já foi assinado com a construtora Cappellano e, por isso, o terreno precisa ser desocupado. O viaduto será um novo acesso aos terminais marítimos da região. Ele ligará as áreas urbana e portuária, passando sobre a via que será implantada.

A relação dos caminhões que poderão ser estacionados nas 160 vagas disponibilizadas foi elaborada pelo Sindicato dos Transportadores Rodoviários Autônomos de Bens da Baixada Santista e Vale do Ribeira (Sindicam). Nela, estão os caminhoneiros que já utilizam o pátio da Avenida Mário Covas. 

As informações foram repassadas à Gport, que ficou responsável por comprovar que todos os veículos listados atuam no transporte de cargas no complexo santista. Assim, eles poderão utilizar as novas vagas de estacionamento na zona portuária. 

Uma das áreas a ser repassada pela Codesp aos caminhoneiros é um terreno de 8 mil metros quadrados na Avenida Siqueira Campos (Canal 4), parte do antigo terminal da transportadora Mesquita. Também serão disponibilizados vagas de estacionamento na Avenida Mário Covas entre os armazéns 29 e 32, no Macuco, e em frente aos armazéns 6 e 11, na Avenida Xavier da Silveira, no Valongo.

Caminhões têm de ser retirados de terreno para início das obras do novo viaduto da Perimetral de Santos

De acordo com o vice-presidente do Sindicam, José Cícero de Souza, os caminhoneiros indicaram uma outra área com potencial para se tornar um estacionamento para os veículos. Ela fica na Rua Professor Carlos Escobar, na Ponta da Praia, em Santos, próximo ao Mercado de Peixe. 

“Nessa área da Mesquita só cabem 80 caminhões. Indicamos esse outro terreno e estamos aguardando o posicionamento da Codesp”, destacou o sindicalista.

Conforme a Autoridade Portuária, será necessário verificar a titularidade das áreas indicadas pelos caminhoneiros. Uma equipe da estatal está concentrada neste trabalho. 

Espera

Segundo o vice-presidente do Sindicam, inicialmente, 80 caminhões deixarão o terreno da Lloydbratti e seguirão para a área que fica no Macuco. O restante deve aguardar a definição de outras vagas de estacionamento na Cidade. 

Em alguns pontos das avenidas Mario Covas e Xavier da Silveira, ainda existem caminhões que precisam ser retirados pela Docas. 

01/12/2015

Últimas notícias