Notícias do mercado imobiliário

Santos vence o Palmeiras e sai na frente na decisão da Copa do Brasil

O Santos venceu o Palmeiras por 1 a 0 no jogo de ida da final da Copa do Brasil, na noite desta quarta-feira (25) na Vila Belmiro, mas ficou com o gostinho de que o título poderia estar mais encaminhado. Gabriel, autor do gol da vitória, perdeu um pênalti. Além disso, no último lance, Nílson, livre na pequena área, com o gol aberto e Fernando Prass longe da meta, chutou para fora de maneira inacreditável.

Apesar destes e de muitos outros tentos perdidos, o Peixe conquista o bicampeonato do torneio com um empate no Allianz Parque, na próxima quarta-feira (2 de dezembro), às 22 horas. Como não há gol qualificado nesta fase, se os palmeirenses ganharem por um gol de diferença, haverá disputa de pênaltis. Triunfo por duas bolas na rede de vantagem dá ao Verdão a taça.

Gabriel se destacou no clássico: perdeu um pênalti, mas depois fez o gol da vitória

A partida

Logo início do jogo, o melhor cenário possível para os santistas: com 4 minutos, Arouca puxou Ricardo Oliveira na área. Pênalti. Gabriel cobrou. Fernando Prass acertou o canto, mas não precisou defender, porque o atacante atingiu a trave.

Mesmo assim, o Santos seguiu em cima, insistindo principalmente pelas laterais. Muitas oportunidades foram criadas, com Lucas Lima e Gabriel comandando as ações.  Não fosse o argueiro rival, a sorte do Verdão seria diferente.

Prass foi o destaque do primeiro tempo, com grandes defesas, sendo a mais difícil aos 39. No lance, Victor Ferraz passou pela zaga e cruzou Ricardo Oliveira. O goleiro se esticou para evitar o gol de seu desafeto.

Partida foi disputada num clima tenso e de rivalidade; agora basta o Santos empatar

Enquanto o Peixe pressionava, o Palmeiras vivia de ligações diretas. Não havia armação, muito por causa da partida apagadíssima de Robinho. Por isso, Vanderlei não praticou nenhuma intervenção.

O cenário não mudou na etapa final, e os visitantes apostaram só nos contragolpes. Em um deles, Lucas Barrios recebeu nas costas de David Braz. Na área, o zagueiro derrubou o avante. O pênalti não foi marcado.

Os minutos passavam, e nada de gol. O Peixe já demonstrava nervosismo. Isso até que Gabriel resolveu, aos 33. Gabigol passou por Amaral e bateu na saída de Prass, fazendo seu oitavo gol na Copa. Ele é o artilheiro do torneio.

O Palmeiras ficou desestabilizado, e o lateral Lucas foi expulso. E, aos 50, um susto. Lançado, Oliveira driblou o goleiro alviverde. Nílson se antecipou ao centroavante e finalizou com a meta aberta. E errou. Ainda houve tempo para, depois da partida, muita discussão e desentendimento entre os times no campo. O bate-boca não teve qualquer consequência.

 

O goleiro Fernando Prass adivinhou o canto na cobrança do pênalti; bola foi na trave

 FICHA TÉCNICA

SANTOS 1 x 0 PALMEIRAS

SANTOS - Vanderlei; Victor Ferraz, David Braz, Gustavo Henrique e Zeca; Thiago Maia (Nilson), Renato e Lucas Lima; Marquinhos Gabriel (Geuvânio), Ricardo Oliveira e Gabriel (Neto Berola). Técnico: Dorival Júnior.

PALMEIRAS - Fernando Prass; Lucas, Vitor Hugo, Jackson e Zé Roberto; Matheus Sales (Amaral), Arouca e Robinho; Dudu, Gabriel Jesus (Kelvin) e Barrios (Rafael Marques). Técnico: Marcelo Oliveira.

GOL - Gabriel, aos 33 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Renato, Gabriel, Victor Ferraz e Ricardo Oliveira (Santos); Dudu, Fernando Prass, Matheus Sales, Arouca e Barrios (Palmeiras).

CARTÃO VERMELHO - Lucas (Palmeiras).

ÁRBITRO - Luiz Flávio de Oliveira (Fifa/SP), substituído por Marcelo Aparecido Ribeiro de Souza (SP).

RENDA - R$ 1.631.560,00.

PÚBLICO - 14.116 pagantes.

LOCAL - Estádio da Vila Belmiro, em Santos (SP).

26/11/2015

Últimas notícias